DESAFIO PARA OVINOCULTURA BRASILEIRA

“ Carne em escala comercial ”

              De acordo com Robson Rodrigues, em reportagem na Revista O Berro No. 142 pagina 59, a ovinocultura brasileira passa por um momento de grande transformação, ocasionado pelo redirecionamento da produção uruguaia para mercados que pagam melhor preço de acordo com o valor agregado.O pais vizinho era responsável por mais de 80% do fornecimento de carne ovina no Brasil e com a falta desse grande produtor o mercado interno tenta se organizar para melhorar a produção de animais padronizados e atender a demanda crescente e cada vez mais exigente.
              O rebanho brasileiro conforme o IBGE é de 16 milhões de cabeças, insuficiente para atender o mercado. A lei da oferta e procura fez com que as cotações da carne ovina atingissem patamares jamais vistos, o que deve estimular os investimentos em criatórios voltados exclusivamente para a produção de cordeiros com melhor qualidade de carcaça.
              Com a valorização do produto, o ovinocultor brasileiro passa a investir em estrutura, tecnologia, pessoal capacitado e na melhoria do rebanho. O Brasil hoje possui um acervo genético invejável, tanto em raças já criadas no sul, sudeste e nordeste e recentemente centro oeste e norte, como em novas raças introduzidas a pouco tempo , como o caso do Dorper e White Dorper.
              Um bom exemplo é o aumento da procura pela raça Textel no sul e sudeste, nos últimos dois ou três anos, mostrando o direcionamento das cabanhas para a produção de carne. A explosão da raça Dorper por todo o Brasil é assustadora e a adequação das raças deslanadas na cadeia produtiva , léva-nos a crer que o Brasil será um grande produtor de carne ovina de excelente qualidade,  nos próximos 10 anos.
              Precisamos organizar a cadeia produtiva desde a sua base , onde pequenos produtores precisam de união e auxílio dos órgãos governamentais para produzirem e venderem em conjunto , com uma oferta constante de bons animais.
              Grandes produtores devem ajudar os pequenos , formando parcerias regionais para ter maior oferta, já que o mercado é deficiente em bons produtos.Os frigoríficos especializados precisam valorizar o produto de qualidade superior e padronizado , classificando e pagando melhor pelas carcaças mais jovens e com melhor rendimento.
              Os produtores de genética , por sua vez , precisam direcionar sua produção para os produtores de carne e não somente para os concursos e leilões. Produzir genética superior, animais que realmente melhorem os rebanhos de base,  deve ser o grande objetivo desses criatórios.
              A Fazenda Portão Vermelho em Castro-PR , através do criador Taeke Greidanus, vem investindo em genética superior na raça Textel, cujos animais já possuem o gene MYoMAX, com mais carne em sua carcaça.Parabéns ao Taeke , por trazer ao Brasil essa genética.
              Criatórios em todo o Brasil , investem em embriões africanos e australianos , trazendo o que há de melhor  na genética Dorper e White Dorper. Empreendedores como Valdomiro Poliseli Júnior, da VPJ, já estão produzindo cortes nobres, hambúrguer e embutidos de alta qualidade , com carne de cruzados Dorper.
              No Ceará , um grande projeto de carne ovina, vem se consolidando através da Cialne, que já possui mais de 6 mil matrizes em produção e outras empresas como a Campo Mar que produz  e comercializa cortes nobres e abastece o mercado cearense.
              Em plena expansão , o  mercado baiano caminha a passos largos, levando ao interior , com o auxílio do SEBRAE , reprodutores Dorper e toda assistência aos pequenos produtores, com apoio dos criadores de Senhor do Bonfim, como é o caso da Fazenda Jataí ( Buria ) e outros.
Com a certeza e garantia de compra do produto , a ovinocultura brasileira é um negócio promissor, devendo ter anos de crescimento e forte demanda.
              Criadores brasileiros visitaram a Nova Zelândia, que mostrou ser um país focado no mercado da carne ovina, com o governo apoiando e financiando as universidades,  voltadas a pesquisa e apoio aos criadores, com um único objetivo.Produzir cada vez mais e melhor , usando a genética e análise das carcaças como bússola para seus produtores.
              O Brasil tem condições de conquistar o mesmo nível de produção de carne ovina que tem no gado bovino, apenas precisamos tornar a ovinocultura uma atividade empresarial e profissional. Por que não produzir com a mesma intensidade da bovinocultura , uma carne que tem mais valor agregado que a de bovino ?. O mercado está sedento por bons produtos e os empresários precisam olhar com outros olhos para essa atividade.
              A Fazenda Invernada vem trabalhando e investindo para oferecer aos produtores , animais capazes de transmitir a sua progênie, características superiores e que façam a diferença no produto final dos produtores.

 

Um grande abraço

                                                                          Manoel Carlos Fontenele



Fazenda Invernada - Criação de ovinos Somalis e Dorper
 


Fazenda

Home
Sobre
Deixe seu Recado
Contato

Galeria
Fotos
Vídeos


Genética

Somalis
Dorper
Resultados
Sêmen

Fazenda Invernada
Caucaia-CE
Telefone: (85) 8897-2121
Todos os direitos reservados